O Crespo livre, a beleza negra e inspirações estéticas de Mucha ao Afrofuturismo

Estou iniciando um novo projeto de ilustração com o nome temporário de “Negras, Raizes” cujo o foco são retratos de mulheres negras.
Buscando trazer a diversidade da beleza da mulher negra presente em seus cabelos, traços, gestos, adereços e etc.

Para esta pesquisa resolvi mesclar dois tratamentos estéticos. Primeiro, como referência buscarei utilizar o Mucha e suas composições e tratamentos da linha, No lugar de suas mulheres caucasianas, as negras, e no lugar de seus arabescos nórdicos os padrões de culturas do continente africano.Porém pretendo pesquisar junto a isso, esse padrão estético que discute e desenvolve uma identidade negra, o Afrofuturismo.

Em breve pretendo postar mais sobre o assunto.

 

Deixe uma resposta